Biblioteca

25/06/2017

Santos Populares em Paderne

Foto de Ir. Rosália Lincho
As Irmãs Dominicanas da comunidade de Paderne, no Algarve, no Arraial dos Santos populares com Crianças e Idosos do Centro Social Paroquial de Paderne.
Foto de Ir. Rosália Lincho


Foto de Ir. Rosália Lincho

20/06/2017

Drave - Caminho de Santiago - Pedrógão - Silêncio

Pelo título quase dá vontade de fugir, pois parece não ter nada a haver com nada. Mas na verdade.....

Drave, a aldeia encantada, um lugar fantástico de estar e contemplar. Ao reler o testemunho da Liane (http://pastoraljuvenilidscs.blogspot.pt/2017/06/ao-encontro-do-caminho-drave.html), sim, o chegar à aldeia foi difícil: com altos e baixos, com muito poucos lugares frescos para parar, e acima de tudo, um lugar novo que eu não conheço e que me obriga a confiar, mas.... no meio do "nada"....confiar em quê? Confiar em Quem?
Drave, é portanto um caminho trabalhoso e quando pensamos que estamos a chegar, que é "já ali", eis que temos mais uma curva/uma "reta" para fazer.

Caminhar até Santiago, é mais ou menos como caminhar para Drave. Um caminho, um percurso a fazer, que no caso tem uma vantagem: já fiz o Caminho alguma vezes, já o "domino". No entanto, fazer o Caminho é sempre novo, pois não sei como o meu corpo reagirá e por vezes a ansiedade/ a vontade de "chegar rápido" acaba por nos (me) atraiçoar e eis que aparecem as bolhas e as dores nos tornozelos. É neste momento que aquilo que "domino" cai por terra e inconscientemente deixo "entrar" o medo. A partir daqui, o Caminho já se torna desconhecido, já não o "domino", pois o meu corpo reagiu. A partir daqui, tudo será novo. A partir daqui, já não confio em mim, mas....confio no quê?  
Na homilia do passado domingo na igreja de Santa Maria de la Concepcion, Porriño, o senhor padre falou da "grande tragédia" que acorrera em Portugal. Não fazíamos ideia do que tinha acontecido e só no final da eucaristia é que perguntamos a locais e ficamos a saber. As lágrimas vieram-me aos olhos. No meu país tinha acontecido uma "grande tragédia". Uns rezavam, outros interrogavam-se e outros faziam (e acredito que continuam a fazer) chegar bens aos que de um momento para o outro ficaram sem nada: sem casa, sem família.....ficaram sem nada! No que confiar numa situação destas? Em Quem confiar?
Pedrógão Grande (e agora Góis) de um momento para o outro, o que era um manto verde fica coberto por um mar de chamas, ou como alguns referem: "Descida ao princípio do inferno". Todos queremos e procuramos incessantemente respostas. Todos queremos um responsável pelo sucedido.  Todos queremos algo e só desejávamos que nenhuma "grande tragédia" tivesse acontecido.

É aqui que todos os caminhos se cruzam: Drave - Santiago - Pedrógão: lugares fantásticos de estar, parar, respirar, que num estalar de dedos.......

Por fim, no meio de tantas perguntas sobrevive o Silêncio. O Silêncio que "também fala", o Silêncio que "também é resposta".

Aldeia Drave


Perto de Arcade

Natália Faria

    
  

Ao encontro do caminho… Drave!

No passado dia 28 de Maio, enquanto a Igreja celebrava a ascensão do Senhor ao céu, a comunidade do VTS de Aveiro e Pinheiro marcava este acontecimento com uma caminhada que nos deixou bem próximos do céu.
Inicialmente, a subida revelou-se difícil, demasiado íngreme, avançamos passo a passo, devagar, mas com vontade de chegar ao topo. Os mais valentes abriam caminho e ajudavam os que pensavam não ter força para chegar ao objetivo. A pouco e pouco a aldeia mágica, Drave, ficava mais perto e nós cada vez mais perto do paraíso…
Do mesmo modo vamos vivendo o nosso dia a dia, avançando a passo tímido ou firme, consoante os obstáculos que encontramos, mas sempre com o mesmo objetivo, o de encontrarmos a felicidade, o paraíso, o céu… No caminho muitas são as propostas para alcançarmos a tão desejada felicidade, algumas propostas são mais aliciantes que outras, muitas levam-nos a becos sem saída, outras apesar de árduas trazem-nos recompensas maiores. Assim é a vida, assim é o caminho, cheio de encruzilhadas, de escolhas…
Neste encontro pudemos descobrir não só o caminho para Drave, mas também um caminho para a felicidade através de exemplos bem concretos, como a vida de S. Domingos e de Teresa de Saldanha. Ser os olhos, os ouvidos, as mãos de Deus neste mundo, nesta vida… esse é o caminho e no fim de cada dia sentir-se agradecido por cada pessoa, por cada amanhecer e oportunidade de recomeçar a caminhada!
Liane Pinho







 

16/06/2017

Contigo - Missão de voluntariado de um grupo do Externato de São José - Restelo


A missão de voluntariado do 8º ano mais o logotipo do encontro. Como não estive presente só posso dizer aquilo que ouvi aos alunos e professores: Foi uma experiência inesquecível. Conseguiram entrar no coração da população e trouxeram também as pessoas no coração. Só há uma palavra REPETIR.
Ir. Assunção Faustino

15/06/2017

"O grande Milagre" - A Fé!

O que é a Fé?
A fé é acreditar em algo
Fazer com que Deus entre no seu coração
É não ter vergonha em palco
É também viver a vida com paixão.

A Fé é pensar no outro
por vezes sonhar ou imaginar
Ajudando quem tem tão pouco
Vivendo a vida a amar.
Afonso Gonçalves Marques, 7º Ano, Paróquia da Glória, Sé, Aveiro

13/06/2017

Corpo de Deus

Como se aproxima o Corpo de Deus e para seguir o exemplo dos santos Francisco e Jacinta os pequeninos do Despertar da fé do Jardim infantil das Rainha Santa Isabel Estremoz, fizeram uns momentos maravilhosos de terno diálogo com Jesus escondido. E como se portaram com tanta beleza e dignidade!!

Ir. Rosália Lincho

11/06/2017

Oração à Trindade:

Oração à Trindade:
Ó Deus, Trindade Santa.
Ó Luz mais radiosa que toda a luz
Fogo mais ardente que todo o fogo
Tu és um oceano, a PAZ
Tu és um mar sem fundo.
Mais eu mergulho, mais eu me afundo.
Mais eu Te encontro
mais eu Te procuro ainda …


Sede que Tu saciaste, no deserto, um dia.
Para sempre fica com sede de Ti.

Catarina de Sena (linguagem adaptada e musicada por Frei Augusto Mourão)



09/06/2017

"O Grande Milagre"

Inês Godinho

Vimos o filme, "O Grande milagre", pedimos a cada elemento do grupo, que trouxesse: Desenho ou texto, etc... as suas impressões sobre o filme, de que todos gostaram. E surgiram alguns trabalhos:
Perceberam que os milagres existem, mas o grande milagre acontece em cada Eucaristia!


"Não temos que ver para crer, o que interessa é a Fé que temos dentro de nós e a confiança que temos que ter num "Ser" que está diante dos nossos narizes a cada dia."                                                  
                                                                                                       Diana Carvalho; 7º Ano, Paróquia da Glória, Sé, Aveiro  
Teresa Morais




07/06/2017

Casamento Liane & António

No passado dia 29 de Abril, o casal do VTS de Aveiro contraiu o seu matrimónio em São Martinho da Gândara (Oliveira de Azeméis).
Em momentos importantes, estamos presentes. Uns pelos outros ;)
No momento do ofertório, vários foram os símbolos/objetos que foram apresentados. Quando foi apresentada a T-Shirt do VTS, eis que foi lido pelo noivo António o seguinte texto:

Esta t-shirt do Voluntariado Teresa de Saldanha, simboliza uma vida de entrega e de dedicação aos outros na ansia de querer fazer o bem sempre, como fizeram Teresa de Saldanha e Santa Catarina de Sena, cuja data comemorativa se celebra hoje.
Também nós, Senhor, queremos oferecer-Vos a nossa vida na construção de uma família, onde impere sempre o amor, a harmonia e o respeito.


          Só tenho três coisas a dizer: FELICIDADES AOS NOIVOS!!!

Os nervos da Noiva Liane

VTS
Família!











05/06/2017

Da Ascensão ao Espírito Santo


 (...) Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio”. 22 E, depois de ter dito isso, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo”. (Jo 20, 20-22)

      A presença do Espírito Santo é a certeza de que não estamos sozinhos, é a fonte que devemos procurar quando as forças parecem esgotar-se. O Senhor prometeu que ficaria conosco “até o fim dos tempos”. E ficou, fica. Como? E Onde? Em tudo, basta que silenciemos, abramos mais os olhos e os ouvidos para o entorno e para os outros. Coisa não muito fácil na correria do dia-a-dia, cheio de barulho, tarefas e falta de tempo.
      A ida a Drave, com suas subidas íngremes, caminho de pedra e uma vista para a imensidão ajudou-nos a refletir como Deus continua ao nosso lado e como nós, por vezes, precisamos afastar-nos de tudo para que tudo isso se torne mais claro. Fazer um grande esforço físico e, assim, recarregar as energias do corpo e da alma.
     
      Um pouco mais daquele domingo da Ascensão ilustrado e “musicado”  https://www.youtube.com/watch?v=GNIm0ERytw8 

   1-    Quando te dominas ao cansaço,       
    e já não puderes dar um passo.
    Quando o bem ao mal ceder,
    e tua vida não quiser
    ver um novo amanhecer:


Manuel Fernandes
António Sousa
Levanta-te e come, levanta-te e come...
que o caminho é longo,  caminho longo!
Eu sou teu alimento, ó caminheiro!    
Eu sou o   pão da vida   verdadeiro!
Te faço caminhar, vale e monte atravessar....
 pela eucaristia, eucaristia!


António Sousa
António Sousa 

2-    Quando te perderes no deserto,      
     e a morte então sentires perto,
     sem mais forças pra subir,
     sem coragem de assumir
     o que Deus de ti pedir: 
Levanta-te e come, levanta-te e come...
António Sousa

António Sousa
    3-     Quando a dor, o medo a incerteza,      
     tenham de apagar tua chama acesa,
     E tirar do coração a alegria e a paixão
     de lutar não ser em vão: 
     Levanta-te e come, levanta-te e come...


     











     4- Quando não achares o caminho,     
     triste e abatido, vais sozinho,
     o olhar sem brilho e luz,
     Sob o peso de tua cruz,
     que a lugar nenhum conduz: 
Levanta-te e come, levanta-te e come...
Manuel Fernandes

António Sousa
Carla Taveira
     5-     Quando a voz do anjo então ouvires,       
    e o coração de Deus sentires,
    Te acordando para o amor,
    renovando teu vigor-
    Água e pão, o Bem Maior: 
Levanta-te e come, levanta-te e come...
Manuel Fernandes

Carla Taveira
Levanta-te e come, levanta-te e come...
que o caminho é longo,  caminho longo!
Eu sou teu alimento, ó caminheiro!    
Eu sou o   pão da vida   verdadeiro!
Te faço caminhar, vale e monte atravessar....
pela eucaristia, eucaristia!
António Sousa











Texto, escolha das fotos: Lívia Miranda

03/06/2017

Voluntariado - Recordações!


Chegamos ao fim do quinto Dominismissio, para nós o primeiro. É difícil descrever todos os sentimentos que surgem nesta última etapa, a despedida. Vêm à memória todos os momentos por que passámos, todas as emoções que se ergueram, todos os sorrisos que provocámos, todos os medos e dificuldades que acabamos por superar… Foi tudo tão intenso, tão único!
         Apesar de vivermos em Castro Daire, não tínhamos noção de algumas das realidades que presenciamos ao longo destes dias, nomeadamente as condições de algumas habitações bem como as dificuldades dos seus moradores (vistas no apoio ao domicílio).
No que toca às valências em que estivemos, foram-nos proporcionadas inúmeras e diferentes experiências. Desde os mais debilitados aos mais capacitados, todos nos acolheram com sorrisos contagiantes. Ficámos felizes por fazê-los felizes, por mais efémero que fosse o momento de felicidade.

 Em relação ao grupo, apenas nos resta dizer que estamos extremamente gratas pela forma como nos receberam e acolheram nestes dias. Foram uma segunda família para nós e esperamos que isso não se altere daqui em diante!
Concluindo, voltamos a reforçar que nos surpreendemos muito pela positiva com todo o grupo e com todos os momentos vividos. Foram dias inesquecíveis.
.


Gabriela e Rita, 24 de agosto de 2016



02/06/2017

Eu em casa

Estava eu descansadinha em casa quando algo estranho aconteceu.
Parecia um trovão silencioso a cair. Espreitei pela janela. O céu continuava igual, sem ameaças de chuva ou ventania.

Saí para a rua, tudo parecia igual, mas.... havia algo de diferente, como se toda a gente estivesse a conversar e sem ninguém para quem falar. Todos falavam, línguas que até antes não tinha ouvido. Todos se compreendiam. Sem nada entender, questionei Deus para tudo tentar perceber. Eis que Deus responde: Não queiras perceber, recebe-O com gratidão. Recebe o Espírito que é Santo e deixa-O manifestar em ti. 

Natália Faria

01/06/2017

Ser criança - UMA CARTA PARA O AFONSO

Porque hoje é dia da criança, e seu pai/ mãe é brincar, cuidar, proteger e escolher e amor, por isso partilho:

"UMA CARTA PARA O AFONSO

Se nós queremos que sejas baptizado hoje, não é para te dizer: “deves fazer isto ou aquilo”, não para agir sobre ti, nem comandar as tuas opcões, é, sobretudo para que sintas que não és apenas nosso filho, mas filho de Deus, e para teres uma grande família, a Igreja.
Foto de Ir. Rosálai Lincho 

Queremos que recebas o Batismo para que o Espírito de Jesus, que, um dia começarás a conhecer, possa ser teu guia e tua força nos dias de dúvida e de incerteza quando não se sabe o que fazer ou para onde ir.

Queremos aproximar-te de um mundo melhor onde a amizade, o amor pelo próximo, o respeito, a solidariedade, o carinho, o amor são valores que não se contestam e se vivem com veracidade.

Sim, queremos que recebas o Batismo para que vivas a esplêndida aventura de te sentires filho de um Deus Pai que também te ama, e tal como nós, nunca deixará de te amar.

                                                                               Os teus Pais

Lisboa, 04 de Setembro de 1999" 

Colégio Nossa Senhora de Fátima e o Papa

Algumas fotos da chegada do Papa à basa aérea de Monte Real. Alunos do Colégio de Nossa Senhora de Fátima, colocaram as suas vozes ao serviço para dar as boas vindas ao Santo Padre. Foi um dia inesquecível.







    Ir. Celeste Moniz